Octávio Caúmo Serrano  caumo@caumo.com

Surpreende o aumento das doenças nestes tempos. Embora parte da explicação está na longevidade e no aumento da população, há outros fatores a ser considerados.

Nunca se viu tanto diabético, problemas com colesterol e triglicéride, câncer de mama, de próstata, de reto, de pele, estresses e depressões, cérebros atrofiados, viroses de toda ordem que é impossível defini-las. Some-se à angústia dos juros, pros ou contra, e ao cultivo do corpo em prejuízo da alma. Produtos de beleza feitos sabe-se lá com quê, alimentos “lights” e “diets” cheios de conservantes e artificialidades. Além dos ingeridos pelas vias normais, há venenos que se introduzem no organismo pelos poros, com os cremes de beleza, hidratantes, antirrugas, modeladores, etc. Somos esculpidos e as almas já nem se encaixam mais nos corpos.

Adoçantes sintéticos, agrotóxicos de toda ordem. Dia desses, em meu banheiro, era insuportável o gosto de inseticida que saia da torneira ao escovar os dentes. Estudos mostram que as quantidades de produtos para tratamento de nossas águas estão dez vezes acima do recomendado e do usado em países da Europa. E dizem que é potável!

Há um soneto de Olavo Bilac, Corpo e Alma, que diz: “Se tens uma alma e se essa alma criatura, que te foi dada como um grande bem, quer um dia ascender, ganhar altura, ser um astro no além…Tu tens um corpo e um corpo que procura rastear na lama que do instinto advém. Quando sem dó tragá-lo a cova escura, será lama também.” “Nessa finalidade, atende, ó louco! Corpo e alma são teus: a lesma e o astro; Um quer subir e o outro andar de rastro. Pois o que me surpreende e em que me espanto, É que do corpo que é nada, cuidas tanto E da alma que é tudo cuidas pouco!”

Dizem que não somos um ser humano numa  experiência espiritual, mas um ser espiritual numa experiência humana. Conviria investir mais no definitivo que no provisório. A forma a terra destrói; é efêmera; a essência ascende às alturas; é eterna!

Jornalista e poeta

Jornal Correio da Paraíba – 16/12/2015