O Mestre e o Discípulo
Octávio Caumo Serrano

Ia Barsanulfo pelo verde prado,
Quando avistou figura enternecida,
Sobre uma pedra, a pensar na vida,
Tendo tristeza em seu olhar inchado…

Era Jesus! Ao ver que havia chorado,
Sentiu de pronto a mente entristecida;
Aproximou-se, então, da alma querida
E perguntou àquele Amigo amado:

– Choras por quem, Senhor? Pelos sem fé?
– Por esses não, eu os respeito até
Porque ignoram o saber do além!…

Choro por quem já tem conhecimento
E, apesar disso, em nenhum momento
Está disposto a praticar o bem…